Nesta segunda, 14, quatro cidades do Distrito Federal receberam atividades formativas do Favela Sounds – Festival Internacional de Cultura de Periferia. Até o dia 18, Planaltina, Ceilândia, Recanto das Emas e São Sebastião ganham as oficinas do projeto, que duram toda a semana e têm como objetivo despertar o interesse de jovens dessas comunidades nas linguagens artísticas da rima, dancehall, grafite e moda, respectivamente.

Para a oficina de rima, a rapper Vera Verônika foi convocada a ministrar a atividade. Primeira rapper do DF, a cantora tem trabalhado a rima para os mais diversos ritmos musicais, ao lado do DJ Chokolaty. A oficina é recebida pela Casa de Cultura Carlos Marighella, sitiada em Mestre D’Armas e promete ensinar as artes da rima e ainda uma iniciação à cultura dos “zines”, produção poética de livre expressão que mistura a grafia, a poesia e o design no melhor estilo “faça você mesmo”.

No Jovem de Expressão, entidade mantida pela associação R.U.A.S. na Praça do Cidadão da Ceilândia, o professor Hudson Olivier ministra oficina de dancehall. O estilo, criado na Jamaica no fim dos anos 1970, tem grande difusão em todo o mundo e pode ser uma boa fonte de renda para jovens que almejam seguir a carreira da dança.

vera

O Recanto das Emas recebe oficina de grafite com a artista Ju Borgê. Responsável por grandes obras espalhadas pela cidade, Ju foi recebida pelo Espaço Cultural Ubuntu e desenvolve com os alunos as técnicas de sketch, lambe-lambe, stencil, stickers e grafite. A promessa é grafitar o espaço cultural, que é referência na comunidade do Recanto.

A oficina de moda tem sido desenvolvida na Casa Frida de São Sebastião. A designer de moda Nina Maria foi convocada para ministrar seus fundamentos, criando uma peça exclusiva junto aos participantes: a viseira-turbante, acessório prático que mistura os conceitos de moda afro à cultura urbana contemporânea.

Todas as oficinas têm como objetivo apresentar seus resultados no palco do Festival Favela Sounds, em horário nobre do line-up, na noite de sábado. O objetivo das ações é “empoderar” os jovens e futuros artistas, entregando-lhes a confiabilidade de que é possível se viver de arte.

Ainda há possibilidade de participação em todas as oficinas. Para tanto, os interessados devem escrever para umnomecomunicacao@gmail.com. No e-mail, pede-se inserir o título “Oficinas Favela Sounds”.

casa-frida