Desde a sua 1ª edição, além do grande baile, o Favela Sounds é composto por mais três etapas. A primeira é chamada de Ralação que é composta por quatro oficinas gratuitas ministradas nas regiões administrativas do Distrito Federal. A segunda etapa, chamada papo reto, são debates voltados para as escolas públicas do DF. Já a etapa tamo junto consiste em vivências nas unidades socioeducativas. Nesta edição, o festival ganha uma novidade, o Favela Talks, etapa de diálogos abertas ao público e inspirada no formato TED Talks, na qual figuras importantes no universo da produção cultural/musical da quebrada são convidadas para compartilhar um pouco de suas experiências de vida e profissão.

Estreando dia 15 de novembro, na Birosca do Conic, o Favela Talks recebe Ana Paula Paulino (MG), empresária e produtora artística responsável pela carreira de grandes nomes do funk como MC Carol, Heavy Baile e Abronca. Também se soma à programação Preta Rara, com o lançamento de seu livro “Eu, empregada doméstica” (2019).

Encerrando a programação o muralista inglês Dreph, convidado da primeira residência artística do festival (realizada entre 01 e 15 de novembro, no Sol Nascente), dividirá suas experiências enquanto artista plástico, que já retratou rostos de importantes figuras da diáspora em algumas das maiores cidades do mundo.

Depois do Favela Talks acontecerá uma festa de abertura, também da Birosca do Conic. O evento acontece a partir das 22h, com a presença do Djam Neguim (Cabo Verde), DJ Donna (DF), Felipe Pomar, do TrapFunk&Alívio (BA) e Tyrone (DF) que irão guiar a festa. O Favela Talks possui entrada franca. Já a festa de abertura têm cortesias gratuita até às 23h depois desse horário os ingressos custam R$2o. 

Serviço Favela Talks

Data: 15 de novembro

Local: Birosca do Conic

Horário: a partir das 18h

Programação

18h – Felipe Pomar – TrapFunk&Alívio (BA)

18h50 – Dreph (GBR)

19h40 – Ana Paula Paulino (RJ)

20h30 – Preta Rara (SP) – Lançamento do Livro “Eu, empregada doméstica”